Ethereum (ETH): Conheça a Criptomoeda que pode desbancar o Bitcoin

Atualizado: Jun 23

O Ether é uma moeda digital utilizada dentro da plataforma do Ethereum.


Ethereum é uma plataforma que permite a programação de aplicativos descentralizados e contratos inteligentes, permitindo que pessoas desconhecidas façam negócios de confiança entre si, pela internet, sem a necessidade de intermédio de uma autoridade central. Tudo isso baseado na tecnologia da Blockchain, que surgiu juntamente com o Bitcoin.


Em razão disso, muitos consideram o Ethereum uma evolução no conceito da tecnologia da Blockchain.



A plataforma Ethereum foi imaginada pelo programador canadense Vitalik Buterin em 2013. A plataforma entrou online no dia 30 de julho de 2015, com 11.9 milhões de Ethers pré-mineradas do ICO. A sigla ICO significa Initial Coin Offering, em português, oferta inicial de moedas. É como se fosse uma espécie de IPO, só que no mundo das criptomoedas.

ICO é um meio não regulamentado pelo qual um novo empreendimento, projeto de criptomoeda ou empresa tenta angariar fundos através da captação pública de recursos, para lançar seu projeto.

Diferente do Bitcoin, o Ether não foi criado para ser uma moeda digital, mas sim um ativo para recompensar os desenvolvedores que usam a plataforma Ethereum para seus projetos. Mesmo assim, o Ether é a segunda moeda digital mais negociada no mundo, segundo lugar na lista de criptomoedas com maior valor de mercado com 140 bilhões em capitalização de mercado, perdendo apenas para o Bitcoin.


Comparar a Ethereum com o Bitcoin seria o mesmo que comparar a Apple com a Amazon. Ambas são empresas de tecnologia, porém com objetivos muito diferentes.

O protocolo Ethereum também se utiliza do blockchain para validar as transações, garantir a segurança e evitar fraudes, assim como ocorre no Bitcoin. Para se criar novas moedas, também é usado o processo de mineração, onde os próprios usuários verificam e validam as operações.

O Ethereum e sua criptomoeda, ether, à princípio, têm diversas similaridades com o bitcoin. A diferença é que na comunidade ether o foco está mais no desenvolvimento da plataforma de blockchain Ethereum e não tanto no crescimento e especulação do ether: a criptomoeda que é combustível da plataforma.

Segurança


É importante salientar que o Ethereum é tão seguro quanto o Bitcoin, pois utiliza o mesmo consenso e rede distribuída do Bitcoin, de forma a garantir a segurança do seu sistema. Isso significa milhares de computadores distribuídos ao redor do mundo, sendo impossível ocorrer um só ponto de falha.


Vantagens ao aplicar em ETH.


Rapidez nas transações


Outra vantagem do ETH em relação ao Bitcoin é a rapidez nas transações. Muitos investidores de Bitcoin têm reclamado sobre o colapso da rede que forçou algumas pessoas a pagarem taxas mais altas de transferência.


No Ethereum isso não acontece porque os custos de transferência da plataforma são de apenas alguns centavos, e o tempo de confirmação médio é de 30 segundos.


Rápida Valorização.


Uma das características mais interessantes do Ethereum é o fato de a moeda estar em franco crescimento!


O Ethereum nasceu em 2013, porém seu crescimento tem sido constante nos últimos anos. Isso pode ser percebido especialmente pelo seu aumento de valor. Há alguns anos, o ETH custava apenas 8 dólares, hoje esse valor está acima dos 250 dólares, ou seja, valorização acima de 3000% desde sua criação.


Como INVESTIR em Ether em 3 passos Primeiro passo:

Baixe o App de uma corretora de criptomoedas e faça o cadastro. Seguem as 5 principais: FOXBIT; BITCOIN TRADE, NOVADAX, MERCADO BITCOIN e BRASIL BITCOIN. Todas conceituadas no mercado. (Você pode pesquisar também pelas 10 maiores corretoras).

Segundo passo: Faça uma TED para a sua conta na corretora. Terceiro passo: Compre ETH dentro da sua corretora.

Dentro das corretoras suas criptomoedas estão protegidas, e qualquer movimento de compra, venda, transferência ou troca de uma moeda é feita por você mediante autenticação por senha. O valor das criptomoedas oscila de acordo com a oferta e procura, e por não ser uma moeda fiduciária a tendência é não acompanhar acontecimentos políticos e econômicos. Vale destacar que o mercado das criptomoedas é um dos mais flutuantes e voláteis até o momento. Sim, oscila bem mais que as bolsas de valores.


Boa sorte! =)

4 visualizações

©2020 por PR7 Investidor.